sexta-feira, 12 de setembro de 2014

  
SETEMBRO CHEGOU, CHEGANDO...
E AS NOVIDADES NÃO PARAM POR AI.. VEJA UM MIX DE NOVIDADES QUE ESTARÃO NO AR EM BREVE..
 
 
  
 
OS PRINCIPAIS VEICÚLOS DE COMUNICAÇÃO DO NORTE/NORDESTE, VEM COM NOVIDADES..
CONTRATAÇÕES..
PROGRAMAS...
VARIEDADES...
TODO O MÊS DE SETEMBRO SERÁ REGADO DE NOVIDADES ENTRE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO.. E EM BREVE NÓS DO ''IVALDO MAIS'', TAMBÉM TEREMOS NOVIDADES PELO AR...
EM UMA NOVA SINTONIA...
EM UM NOVO CICLO...
E DESDE JÁ AGRADEÇO A TODOS AMIGOS..
COLEGAS E  PARCEIROS, QUE EM NOVOS PROJETOS E DESAFIOS PERMANECEREMOS COM O MESMO OBJETIVO...
DE CONTINUARMOS PROPAGANDO INFORMAÇÕES...
DESDE JÁ AGRADEÇO A TODOS QUE EM MAIS DE UM ANO, ESTIVERAM COMPARTILHANDO DESSE PROJETO DO IVALDO MAIS..
SÃO TANTOS AMIGOS... 
DAQUI... 
DALI...
DE LÁ...
APRENDI, COM TODOS...
E AONDE EU ESTIVER, NÃO IMPORTA A BANDEIRA DO VEICÚLO DE COMUNICAÇÃO, QUE EU VENHA A ESTÁ, MAIS LEVO COMIGO O APRENDIZADO E AS EXPERIÊNCIAS QUE ME AJUDARAM A SER O PROFISSIONAL QUE SOU HOJE, DEDICO TAMBÉM AOS GRANDES MESTRES DE SALA DE AULA, DE MINHA FORMAÇÃO PROFISSIONAL..
MAIS COMO TAMBÉM, NEM POSSO ESQUECER-ME DOS GRANDES COMUNICADORES QUE ESTIVERAM COMIGO NESSA ÁRDUA MISSÃO, MAIS QUE VALE A PENA, QUANDO SE AMA O QUE FAZ...
BREVE AQUI VOLTO COM OUTRAS POSTAGENS, QUE NOSSO DEUS, ABENÇÕE A TODOS E QUE DERRAME SUA MISERICÓRDIA SOBRE NOSSAS VIDAS!
AMO VOCÊS !
IVALDO MAIS
aqui blogueiro...
whatsapp 81 9555 5126

ELEIÇÕES 2014: CONHEÇA OS CANDIDATOS AO GOVERNO DE PERNAMBUCO !

                                           

Candidatos a Governador de Pernambuco

Estão listados os Candidatos ao Governo Estadual de PE:
Armando Monteiro 14Armando Monteiro 14
PTB / PE
Armando Monteiro é candidato pelo PTB ao cargo de Governador de Pernambuco. Nascido na capital pernambucana, Recife, Armando de Queiroz Monteiro Neto tem 61 anos e é formado em Administração de Empresas e ...
Jair Pedro 16Jair Pedro 16
PSTU / PE
Jair Pedro é candidato ao cargo de Governador de Pernambuco pelo PSTU. Nascido em 1961 em Recife, Pernambuco, Jair Pedro da Silva é servidor público na área de saúde há 21 anos. É um dos fundadores do PSTU no ...
Miguel Anacleto 21Miguel Anacleto 21
PCB / PE
Miguel Anacleto é candidato ao cargo de Governador de Pernambuco pelo PCB. Miguel Anacleto da Silva Junior​ é formado em Engenharia de Pesca pela Universidade Rural de Pernambuco e é filiado ao seu atual partido ...
Pantaleão 29Pantaleão 29
PCO / PE
Pantaleão é candidato ao cargo de Governador de Pernambuco pelo PCO (Partido da Causa Operária). Natural de PE - Recife, Pantaleão tem 50 anos.
Paulo Câmara 40Paulo Câmara 40
PSB / PE
Paulo Câmara é candidato ao cargo de Governador de Pernambuco pelo PSB. Natural da capital pernambucana de Recife, Paulo Henrique Saraiva Câmara nasceu em 1972, é formado em Ciências Sociais pela Universidade ...
Zé Gomes 50Zé Gomes 50
PSOL / PE
Zé Gomes é candidato do PSOL ao cargo de Governador de Pernambuco. Nascido na capital pernambucana de Recife em 1979, José Gomes de Sá Neto é Técnico em Administração e atua na área de educação popular. ...

ESCOLA NÃO É LUGAR DE VIOLÊNCIA !

                                
A violência é um problema social que está presente nas ações dentro das escolas, e se manifesta de diversas formas entre todos os envolvidos no processo educativo. Isso não deveria acontecer, pois escola é lugar de formação da ética e da moral dos sujeitos ali inseridos, sejam eles alunos, professores ou demais funcionários.
Porém, o que vemos são ações coercitivas, representadas pelo poder e autoritarismo dos professores, coordenação e direção, numa escala hierárquica, estando os alunos no meio dos conflitos profissionais que acabam por refletir dentro da sala de aula.
Além disso, a violência estampada nas ruas das cidades, a violência doméstica, os latrocínios, os contrabandos, os crimes de colarinho branco têm levado jovens a perder a credibilidade quanto a uma sociedade justa e igualitária, capaz de promover o desenvolvimento social em iguais condições para todos, tornando-os violentos, conforme esses modelos sociais.
Nas escolas, as relações do dia a dia deveriam traduzir respeito ao próximo, através de atitudes que levassem à amizade, harmonia e integração das pessoas, visando atingir os objetivos propostos no projeto político pedagógico da instituição.
Muito se diz sobre o combate à violência, porém, levando ao pé da letra, combater significa guerrear, bombardear, batalhar, o que não traz um conceito correto para se revogar a mesma. As próprias instituições públicas se utilizam desse conceito errôneo, princípio que deve ser o motivador para a falta de engajamento dessas ações.

Aula motivadora que favorece a reflexão e o aprendizado
Levar esse tema para a sala de aula desde as séries iniciais é uma forma de trabalhar com um tema controverso e presente em nossas vidas, oportunizando momentos de reflexão que auxiliarão na transformação social.
Com recortes de jornais e revistas, pesquisas, filmes, músicas, desenhos animados, notícias televisivas, dentre outros, os professores podem levantar discussões acerca do tema numa possível forma de criar um ambiente de respeito ao próximo, considerando que todos os envolvidos no processo educativo devem participar e se engajar nessa ação, para que a mesma não se torne contraditória. E muito além das discussões e momentos de reflexão, os professores devem propor soluções e análises críticas acerca dos problemas a fim de que os alunos se percebam capacitados para agir como cidadãos.
Afinal, a credibilidade e a confiança são as melhores formas de mostrar para crianças e jovens que é possível vencer os desafios e problemas que a vida apresenta.

CASO: DENNY OLIVEIRA !

                                                    
O ex-apresentador de TV Denny Oliveira, 48 anos, foi condenado, sem direito a recurso, à pena de sete anos de prisão em regime semiaberto. A informação é da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e contradiz o que foi anunciado pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (12), em coletiva de imprensa. De acordo com a PC, a pena seria de 15 anos de reclusão em regime fechado.
Se o crime tivesse ocorrido após a mudança na legislação no ano 2009, quando atentado violento ao pudor passou a ser considerado estupro, provavelmente Denny Oliveira não teria a sua pena abrandada para o semiaberto - apesar da denúncia ser de 2006, na coletiva de imprensa desta manhã, a Polícia Civil chegou a afirmar que o crime era de estupro, com consumação de relação sexual. Segundo o TJPE, inicialmente, o processo envolvendo denúncias apresentadas em 2006 pelo crime de atentado violento ao pudor com presunção de violência estabeleceu a condenação de 15 anos de prisão, no primeiro julgamento em 2010. Porém o ex-apresentador recorreu da decisão e, durante o andamento dos recursos, a pena foi reduzida para sete anos em regime semiaberto. 

Denny Oliveira foi absolvido da acusação contra uma das vítimas por falta de provas. Familiares de outras duas adolescentes perderam o prazo para apresentar queixa e, por isso, as denúncias prescreveram. Apenas na denúncia de atentado violento ao pudor contra uma menor houve condenação. Como a defesa do ex-apresentador já recorreu em segunda instância ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ), a decisão não cabe mais recurso.
Ainda de acordo com o Tribunal de Justiça, não existe nenhum outro processo em andamento contra Denny Oliveira em Pernambuco, diferentemente do que foi divulgado pela Polícia Civil nesta manhã.   
PRISÃO - Na manhã desta sexta, a Polícia Civil de Pernambuco apresentou os detalhes da prisão do ex-apresentador, que estava foragido desde o último dia 03 de setembro, quando foi expedido seu mandado de prisão condenatório. De acordo com a delegada titular da Delegacia de Polícia Interestadual de Capturas (Polinter), Beatriz Gibson, ele estava com a família na casa do filho em Campina Grande, na Paraíba, há 12 dias. O ex-apresentador não reagiu à prisão, realizada nessa quinta (11), e se mostrou muito abalado.

Segundo a delegada, ele estava trabalhando como organizador de eventos nos estados de Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Denny ficava nos bastidores para não se expor. Ainda segundo Gibson, Denny disse em depoimento que, nos últimos meses, viajou para Portugal a trabalho.

Ainda segundo a delegada, em depoimento à polícia, apesar de negar que estava morando em Campina Grande (justificou que visitava o filho), Denny Oliveira confessou que já sabia do mandado de prisão. Ele teria sido informado por seus advogados. "Ele alegou inocência e afirmou ser mal interpretado. Garantiu que vai conseguir mostrar a verdade", disse Beatriz.

O chefe da Polícia Civil, Oswaldo Morais, afirmou que a prisão de Denny vinha sendo bastante cobrada pela Secretaria da Mulher e pelos movimentos femininos. "Precisávamos da decisão da Justiça. Após a expedição do mandado, iniciamos as buscas", explicou. A prisão do ex-apresentador contou com o apoio da Polícia Civil da Paraíba.

O ex-apresentador está no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), no Recife, desde essa quinta-feira e deverá ser encaminhado para a Penitenciária Agrícola São João (antiga PAI), em Itamaracá
.

SBT, MANTÉM VICE LIDERANÇA...

carlos-alberto_2
“A Praça é Nossa” é uma das maiores audiência do SBT no Rio Grande do Sul (Foto: Divulgação/ SBT)
Em agosto o SBT novamente superou a concorrência e alcançou a vice-liderança na média nacional, na Grande São Paulo e no Rio de Janeiro. E no Rio Grande do Sul não é diferente, a emissora mantém sua média mensal de 2,7 pontos na faixa das 24 horas, com crescimento de 2% e segue empatado na vice-liderança com sua principal concorrente, a Record.
No período da manhã, o SBT RS mantém a vice-liderança pelo segundo mês consecutivo com 2,3 pontos de média e 2% de crescimento, contra 2,2 da Record.
Na faixa da tarde, o SBT RS foi a única emissora que obteve crescimento: 2%. Já no horário nobre, a emissora manteve sua audiência em 3,8 pontos, enquanto as concorrentes sofreram queda no período.
Na madrugada, o SBT RS fechou o mês de agosto na vice-liderança isolada com 1,8 pontos de média, contra apenas 0,9 da Record .
Confira alguns destaques vice-líderes de audiência na programação:
O “Masbah” desponta em agosto com crescimento de 75% em audiência, 66% em participação e média mensal 81% Record. Vice-líder isolado, o programa registrou 3,9 pontos de média e 10,1% de share, contra 2,1 da emissora de Edir Macedo.
O jornalístico “SBT Rio Grande”, comandado por Marcelo Coelho, segue na vice-liderança com 3,4 pontos de audiência e 10,5% de participação, contra 2,7 da Record. No comparativo com o mesmo período no ano anterior, o “SBT Rio Grande” registrou 25% de crescimento.
“Programa Silvio Santos” obteve crescimento de 8% em agosto e fechou sua média mensal com 5,8 pontos de média, 17% mais audiência que a Record, que obteve 4,9 no horário. Ficou na vice-liderança!
“Sábado Animado” foi vice-líder com 3,1 pontos de audiência, 13% de crescimento e média mensal 42% maior que a Record, que teve apenas 2,2 pontos.
“A Praça é Nossa” fechou na vice-liderança com 4,7 pontos de média contra 3,4 da Record.
“The Noite – Com Danilo Gentili” também conquistou a vice-liderança com 2,6 pontos, enquanto a Record obteve 1,5 pontos.
“Okay Pessoal!!!” alcançou o dobro da audiência da Record. O programa atingiu novamente a vice-liderança em agosto com 1,2 pontos, contra apenas 0,6 da terceira colocada.
“De Frente Com Gabi” marcou 2,8 pontos de audiência contra 2,0 pontos da Record. Ficou na vice-liderança.
E o “Conexão Repórter” comandado por Roberto Cabrini garantiu 4,0 pontos de média contra 3,5 da terceira Record.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

CONHEÇA BEM SEU REPRESENTANTE !

 
ivaldo mais

Notícias diárias de corrupção, desvio de dinheiro e má aplicação dos recursos públicos impuseram à população uma péssima imagem dos políticos. Desacreditados, muitos deles buscam convencer os eleitores com promessas e mais promessas. É por tudo isso que cada vez mais precisamos analisar as propostas de cada candidato antes de votar.
Conhecer a história da vida do candidato é um indicador importante. Suas experiências anteriores e cargos que já ocupou mostram o que ele é capaz de fazer. Ler entrevistas também ajuda, pois suas respostas refletem suas ideias sobre os diferentes problemas a ser enfrentados.

Outro cuidado importante de todo eleitor é se informar sobre as propostas de cada um, para, no futuro, poder cobrar a realização dos projetos apresentados durante a campanha.


Fique ligado!
Certas áreas devem receber atenção especial dos governantes. Entre elas: moradia, educação, saúde, cultura, transporte e meio ambiente. Cuidado com promessas impossíveis de cumprir. Muitas vezes, na tentativa de ganhar votos, alguns candidatos prometem até o que não faz parte de suas atribuições.


No caso de reeleição

É muito comum os políticos tentarem se reeleger ou candidatar-se novamente depois de algum tempo. Antes de votar mais uma vez nessas pessoas, precisamos relembrar suas atuações anteriores. Se fizermos um retrospecto na história política do país, são muitos os casos de vereadores, deputados, governadores, prefeitos e até presidentes da República que terminaram seus mandatos sem realizar nem uma pequena parte do que se propuseram ou que nos deixaram exemplos de desonestidade, corrupção e autoritarismo.

VEJA EM QUEM VAI DAR SEU VOTO !

                                   
A maioria das pessoas não tem uma noção muito clara de o que é política, por isso sempre se ouve a frase “política não se discute”. Para muitos a concepção de política é político corrupto, lavagem de dinheiro, atos ilícitos, mas isso não é política e sim “politicagem”, que em síntese é servir-se de artifícios políticos egoístas para beneficiar somente uma pessoa ou um pequeno grupo de pessoas interligadas.
Política é um exercício de poder de um homem sobre outro homem, quando se busca utilizar do poder para defender os direitos de cidadania e do bem comum. Quando o político é eleito ele tem o dever de fazer algo que vá beneficiar a população, honrar as pessoas que o escolheram, pois quando são eleitos é como se recebessem uma procuração de representatividade e total liberdade para fazer escolhas em nome do povo.
Ivaldo mais/ Opinião
Os cidadãos obtiveram o direito de votar, de escolher quem seriam os representantes do povo. Com esse direito adquirido, todos devem ter consciência de que essas pessoas eleitas e escolhidas para representar a população, tanto na esfera federal, estadual como municipal, são obrigadas a agirem em primeiro lugar com respeito, porque o respeito que lhes é concedido deve ser recíproco.
                                 
“Politicagem” são atos inescrupulosos, que visam o benefício próprio e não a coletividade, são ações de politiqueiros que querem se dar bem às custas do povo. Há situações de corrupção constantes acontecendo na esfera política que não condizem com a responsabilidade que é dada aos representantes do povo. Acontecem muitos escândalos envolvendo políticos corruptos, pois estes aproveitam a oportunidade de estarem no poder e acham que podem fazer o que bem entendem como desviar dinheiro público para suas contas bancárias, cometer crime de nepotismo, fazer esquemas de compras ou obras superfaturadas para ganhar mais que os seus respectivos subsídios. Tudo isso porque acham que são os donos da razão, esquecendo que eles estão ocupando essas cadeiras porque foram escolhidos pela população que os julgaram aptos para exercer os mandatos para os quais foram escolhidos.
Política é algo sério, não apenas para ser lembrada em época de eleição, mas sim, a todo o momento, pois ela é a grande protagonista da história e veio para melhorar e beneficiar a população. São os políticos eleitos que cuidam dos bens públicos, tanto recursos financeiros, bens materiais e serviços públicos. Política deve ser exercida por pessoas capazes, sábias e responsáveis, porque com a política conseguimos grandes benefícios para a nação, estado ou município.
O ato de se fazer uma coligação de partidos políticos diz respeito a uma boa política, tendo em vista que através dessas coligações partidárias os governantes podem trazer grandes benefícios à população, pois grandes ações são indispensáveis para alcançar  a legitimidade e suporte governamental em busca de eficácia.
Por trás de uma grande política deve haver uma boa governabilidade que significa a participação dos diversos setores da sociedade nos processos decisórios que dizem respeito às ações dos poder público. A governabilidade refere-se à competência do governo em diagnosticar problemas cruciais e estabelecer as políticas apropriadas ao seu enfrentamento. Diz respeito também à habilidade governamental de viabilizar os meios e os recursos necessários ao cumprimento dessas políticas, destacando, além da tomada de decisão, os problemas vinculados ao processo de implementação. Por fim, estreitar a vinculação da tomada de decisão com capacidade de liderar o Estado, sem tornar as decisões ineficazes.
                                                         
A política é bem abrangente, pois em todos os lugares existe política até mesmo dentro de casa, quando se tem um chefe de família que administra a casa e alguém para ser administrado; a sociedade é constituída por várias políticas que são denominadas de política social, política de saúde, política de educação, política de economia, política de transportes entre outras. Política busca somente melhorias e bem estar para toda sociedade e não prejudicar. Deve-se ter a total clareza que corrupção não é política e sim “politicagem”.
Este é um ano de eleição e todos os eleitores devem escolher bem em quem vão votar, analisar com bastante tranquilidade quem realmente quer ver o benefício da sociedade, quem vai trabalhar para ajudar o povo, lutar pelos direitos dos cidadãos.
                                                                    
 O cidadão tem todo o direito de voto livre, não é obrigado a votar em quem lhe faz promessas falsas, ou quem lhe trata bem somente no ano de eleição, tem que ter uma clareza de todo o trabalho desse político, o que ele faz pela sociedade. E mesmo quando este estiver candidatando-se pela primeira vez, ele pode ser analisado pelos seus atos cíveis durante sua vida, se realmente é uma pessoa de bem, ou se está querendo candidatar-se com o propósito de achar que terá vida boa.
Portanto, há um grande abismo de diferenças entre política e “politicagem”, pois ambas não dizem respeito aos mesmos atos, enquanto uma trata de algo que institua boa conduta, razão, responsabilidade e respeito para com quem a contempla como uma ciência da organização de direção e administração, a outra infringe os princípios legais da administração pública fazendo com que as pessoas não acreditem mais na honestidade dos políticos.
ass: ivaldo mais